16 LGBT famosos que morreram em 2021

Paulo Gustavo, Sophie, Agnaldo Timóteo, Ygona Moura e Ruddy Pinho foram alguns que se foram

Publicado em 14/05/2021
Famosos LGBT que morreram em 2021: Paulo Gustavo, Sophie e Agnaldo Timóteo
Paulo Gustavo, Sophie e Agnaldo Timóteo: três gerações de artistas que nos deixarm em 2021

Atualizado em 2/07/21

Eles ajudaram a construir um mundo melhor. Seja com sua arte, seu esporte, sua luta pelos direitos humanos. E infelizmente nos deixaram.

Curta o Guia Gay no Instagram

Em meio à maior pandemia dos últimos 100 anos, não é de espantar que grande parte dos que se foram tenha sido por complicações da covid-19.

Jovens, idosos, brasileiros ou estangeiros, esses e essas LGBT vão deixar saudades. Relembre quem nos deixou até o momento (clique no nome se desejar mais informações):

Agnaldo Timóteo
Uma das vozes mais marcantes da música brasileira, Agnaldo Timóteo foi calado em 3 de abril após 17 dias internado, em hospital na zona oeste do Rio de Janeiro, com covid-19.

LGBT que morreram em 2021: o cantor gay Agnaldo Timóteo

Alex Riley
Ator que estava em ascenção no pornô gay, o norte-americano Alex Riley faleceu em 9 de maio aos 22 anos.

Famosos gays que morreram em 2021: Alex Riley

Alexandre Boer
Com imensa importância no ativismo LGBT do Rio Grande do Sul e cofundador da Somos, uma das maiores ONGs do Sul, Boer faleceu aos 57 anos.

Morre ativista Alexandre Boer

Ari Gold
Nome que se sobressaiu na cena eletrônica na década de 2000, o nova-iorquino Ari Gold partiu cedo, aos 47 anos, vítima de leucemia em 14 de fevereiro.

Gays que morreram em 2021: o DJ e cantor Ari Gold

Artur Xexéo
Um dos maiores nomes do jornalismo cultural brasileiro, Xexéo saiu de cena aos 69 anos dias depois de descobrir ser portador de um linfoma.

Morre o colunista Artur Xexéo, um dos principais nomes gays da cultura brasileira

Daniel Carvalho
O mundo ficou menos irônico e debochado com a partida de Daniel, conhecido pela sua personagem Katylene. Ele faleceu, no Rio, por problemas renais, em 8 de janeiro.

Daniel Carvalho, que fazia Katylene, morre no Rio

Fábio Torrecillas
Nem o histórico de atleta foi suficiente para o triatleta paranense Fábio Torrecillas se livrar da covid-19. Três vezes competidor do Iron Man Brasil, o esportista morreu aos 40 anos 19 dias após testar positivo para o vírus.

Fábio Torrecillas: atleta gay morre por covid-19

Ismael Ivo
Lenda da dança brasileira e mundial, o bailarino e coreógrafo paulistano morreu em 9 de abril após passar um mês internado lutando contra a covid-19 em São Paulo.

Ismael Ivo: bailarino gay e premiado morre por covid-19

Lisa Banes
Conhecida por filmes como Garota Exemplar, a atriz foi atropelada em Nova York e não resistiu aos ferimentos.

Atriz lésbica Lisa Banes

Loren Alexander
Grande voz no ativismo LGBT do Rio, Loren partiu, em 6 de janeiro, após quatro meses internada lutando contra a covid-19. Ela estava com 62 anos.

A ativista trans Loren Alexander morre por covid-19 no Rio

Lucas Almeida
Em fins de janeiro, o ator conhecido pelas produções gays da produtora pornô Irmãos Dotados, foi mais uma vida levada pela covid-19.

Ator pornô gay Lucas Almeida morre por covid-19

Marco Trajano
Fundador do Movimento Gay de Minas (MGM), Trajano foi também um dos idealizadores do Rainbow Fest, um dos maiores eventos LGBT do País, e faleceu por covid-19.

Morre Marco Trajano, fundador do Movimento Gay de Minas, por covid-19

Paulo Gustavo
Após 53 dias internado, o ator niteroiense sucumbiu às complicações da covid-19 no Rio de Janeiro em 4 de maio. Ele tinha 42 anos e sua morte comoveu o País.

Paulo Gustavo morre de covid-19

Ruddy Pinho
Reconhecida como cabeleireira de famosos no Rio, Ruddy foi também escritora e publicou dez livros, chegando a vencer concurso da Biblioteca Nacional. Ela faleceu em 5 de fevereiro aos 76 anos.

Cabeleireira trans Ruddy Pinho morre no Rio

Sophie
Com apenas 34 anos a escocesa Sophie morreu vítima de um acidente na Grécia, onde morava. Com produções para nomes como Madonna no currículo, a cantora foi a primeira transexual indicada a melhor álbum eletrônico no Grammy.

Sophie: cantora trans morre na Grécia

Ygona Moura
Influenciadora digital, Ygona foi internada em São Paulo, supostamente com covid-19 e gerou controvérsia nas redes por causa de vídeos em que ela celebrava aglomeração em meio à pandemia. Ela morreu em 27 de janeiro. Em março, sua mãe divulgou que teve acesso ao prontuário médico e que a filha foi vítima de choque séptico com foco pulmonar por causa de uma tuberculose.

Famosos que morreram em 2021: Ygona Moura

 


Parceiros:Lisbon Gay Circuit Porto Gay Circuit
© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.