Religiosos são derrotados e Salvador terá Conselho Municipal LGBT

Proposta do prefeito ACM Neto (DEM) foi aprovada na quarta 10. Vereadora Aladilce Souza (PCdoB) defendeu criação

Publicado em 12/04/2019
salvador lgbt gay bahia
O órgão, demanda do movimento LGBT em todo o Brasil, reúne integrantes do governo e da sociedade civil. Fundo foto criado por freepik - br.freepik.com

Vitória LGBT sobre pessoas religiosas e preconceituosas na Câmara Municipal de Salvador. Foi aprovada na quarta 10 iniciativa do prefeito ACM Neto (DEM) de criar o Conselho Municipal LGBT. 

Curta o Guia Gay Salvador no Facebook 

A proposta faz parte de reforma administrativa da gestão municipal. Entretanto, não foi fácil chegar à aprovação. 

O relator do projeto, o vereador Alexandre Aleluia (DEM), incorporou emenda da Frente Parlamentar dos Templos Religiosos, contrária ao conselho.

Mas houve resistência e articulação comandada pela vereadora Aladilce Souza (PCdoB).

"A Comissão de Constituição e Justiça e Redação Final (CCJ) quase vetou a criação do Conselho, mas na leitura do meu voto apresentei os dados de violência provocada por LGBTfobia no Brasil e no mundo e apelei para a sensibilidade dos meus colegas”, afirmou a comunista ao site da Câmara Municipal.

O órgão, demanda do movimento LGBT em todo o Brasil, reúne integrantes do governo e da sociedade civil para discussão e definição de políticas públicas para o segmento. 

O conselho soteropolitano integrará a estrutura da Secretaria da Reparação. 


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.