Esperança real: Brasil recruta voluntários para vacina contra HIV

Conduzido pela Fiocruz, por meio do LaPClin-Aids, estudo vai atuar nas Américas do Norte e do Sul e África Subsaariana

Publicado em 17/02/2017
Estudo procura voluntários para vacina contra HIV
Voluntários serão acompanhados por dois anos a partir de março

Uma nova esperança de conter a infecção pelo HIV pode vir do Brasil. Uma pesquisa está recrutando voluntários para saber a eficácia de uma vacina..

Curta o Guia Gay Salvador no Facebook

Chamado A.M.P. (Anticorpos Mediando Prevenção), o estudo é o primeiro no mundo a utilizar o anticorpo VRC01, desenvolvido em laboratório, na prevenção ao HIV.

Conduzida pelo Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), por intermédio do Laboratório de Pesquisa Clínica em DST e Aids (LaPClin-Aids), a pesquisa consiste na infusão desse anticorpo por via intravenosa. Ele já demonstrou ter capacidade de combater cerca de 90% dos subtipos de HIV.

O estudo também tem objetivo de descobrir qual a dose necessária e avaliar se o uso é seguro e tolerável. A expectativa é que com esse conhecimento, possa-se produzir uma vacina segura contra o vírus.

Ao todo, 2.700 voluntários serão recrutados nas Américas do Norte e do Sul e 1.200 na África Subsaariana. No Brasil, a LabPClin-Aids recrutará 100 pessoas do Rio de Janeiro e a pesquisa começará na primeira semana de março. 

"Pessoas saudáveis, entre 18 a 50 anos, e que se identifiquem como gays, bissexuais, travestis, mulheres ou homens transexuais podem participar", explicou a coordenadora o projeto, Brenda Hoagland à Agência Aids. "O participante virá até a clínica cerca de uma vez a cada quatro semanas para exames e consultas e receberá uma infusão do VRC01 a cada oito semanas. O estudo tem duração de aproximadamente dois anos."

Ao integrar o estudo, o voluntário receberá aconselhamento e testagem regular do HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), assim como tratamento específico para aquelas que forem diagnosticadas. Serão fornecidas informações sobre as indicações do uso da PEP (Profilaxia Pós-Exposição) e PrEP (Pré-Exposição), além de preservativos e lubrificantes.

Os interessados em candidatar-se a participar do A.M.P. podem entrar em contato por meio dos telefones 9090 2260-6700 (gratuito) ou (21) 3865-9659, pelo e-mail ampfiocruz@gmail.com ou pela página do projeto no Facebook: @ampfiocruz.


Parceiros:Lisbon Gay Circuit Porto Gay Circuit
© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.