Morre Tab Hunter, galã gay da época de ouro de Hollywood

Ator assumiu-se apenas na década passada; romance entre ele e Anthony Perkins deve virar filme

Publicado em 09/07/2018

Morre o ator gay Tab Hunter

Morreu na Califórnia, Estados Unidos, no domingo 8, o ator Tab Hunter. Ele sofreu uma parada cardíaca três dias antes de completar 87 anos.

Curta o Guia Gay Salvador no Facebook

Nascido em Nova York em 1931 e registrado como Arthur Andrew Kelm, Tab estreou no cinema em O Fugitivo de Santa Marta (1950).

Lindo, loiro e atlético, o ator viveu seu auge na década de 1950 quando oscilou entre papéis de coadjuvante e protagonista como atleta, cowboy e militares que apareciam sem camisa.

Nesta época, ele contracenou com grandes nomes do cinema, como John Wayne e Lana Turner em Mares Violentos (1955), Natalie Wood em Montanhas em Fogo (1956) e Van Heflin em Sangue de Pistoleiro(1958).

Tab Hunter

Rumores sobre sua homossexualidade rondavam Hollywood enquanto ele namorou, por exemplo, Anthony Perkins, famoso como Norman Bates em Psicose (1960).

Foi só na sua autobiografia, Tab Hunter Confidential: The Making of a Movie Star (2005), que virou documentário da Netflix em 2015, que o público soube sobre sua orientação sexual.

No livro, Hunter conta que os estúdios de cinema marcavam jantares a quatro com mulheres para que eles fingissem ser héteros e depois ele e Perkins iam para a cama sozinhos.

Recentemente, o ator Zachary Quinto e o diretor J.J. Abrams anunciaram que pretendem produzir um filme sobre o relacionamento dos dois atores. O viúvo de Hunter, Allan Glaser, deve ser o produtor do longa.

 


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.