Linn da Quebrada é ameaçada de morte por bolsonarista

Para cantora, é preciso que a comunidade se proteja e se una

Publicado em 04/11/2018
Linn da Quebrada diz que sofreu ameaça de morte após show em Belém
Para artista, há a sensação de que algumas pessoas não querem LGBT vivos

A rapper Linn da Quebrada revelou que foi ameaçada de morte aos gritos do nome do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) após show em Belém.

Curta o Guia Gay Salvador no Facebook 

"Me senti tão forte, tão querida", disse a artista sobre sua apresentação na capital paraense. "Mas logo depois, na Feira do Açaí, fomos cercadas por gritos de 'vai 'morrer' e ameaças em nome de Bolsonaro, o mesmo se deu em Recife, é tão confuso, sabe?"

Linn disse que os agressores eram vários homens. "Eu sei que eles não nos querem vivas, mas sentir que ninguém intervém por nós é triste", continuou a cantora em seu perfil no Twitter.

Para a artista, é preciso que a comunidade se una e se proteja. "O lance é cuidarmos umas das outras, protejam-se, porque fora da nossa bolha de força e proteção eu percebo que eles não vão hesitar em nos mostrar que não somos bem-vindas e não nos querem vivas."

 

 

 

 

 

 


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.